Na última quinta-feira (23), a PBR Brazil, representada pelo tricampeão mundial de montaria em touros, Adriano Moraes, esteve em reunião com o deputado federal Capitão Augusto, presidente da Frente Parlamentar dos Rodeios, onde foi entregue oficialmente o protocolo base desenvolvido pela entidade para a realização de eventos durante a pandemia da covid-19.

O protocolo é uma versão adaptada do documento utilizado pela PBR – Professional Bull Riders, nos Estados Unidos, que fez com que a entidade fosse a primeira das grandes ligas esportivas a retomar as atividades em abril, pouco mais de 40 após a paralisação e posteriormente a primeira entre todos os esportes populares a realizar um evento com a presença de público, em julho.

De acordo com Moraes, que é diretor de competições da PBR Brazil, o protocolo visa ajudar na retomada das atividades normais das competições de rodeio no Brasil, bem como a volta da presença de público aos eventos, apresentando normas aprovadas pelas autoridades de saúde e que podem ser utilizadas na íntegra ou adaptadas a diversas realidades, conforme a necessidade.

O deputado federal Capitão Augusto, presidente da Frente Parlamentar dos Rodeios e o tricampeão mundial Adriano Moraes, representante da PBR Brazil (PBR Brazil / Divulgação)

“Esse protocolo é testado e comprovado nos Estados Unidos e o adequamos para nossa realidade para realizarmos eventos como as festas de peão em diversas cidades. O Capitão Augusto para o rodeio tem feito um excelente trabalho, ao lado de pessoas que tem os mesmos propósitos que o nosso, que é profissionalizar e perpetuar o esporte”, disse ele.

O parlamentar completou dizendo que em breve será realizada uma reunião com o governo do estado de São Paulo para possibilitar a implantação deste protocolo em nível estadual e posteriormente a nível nacional. “Há uma preocupação imensa com os profissionais dos rodeios, que dependem dos eventos e nós estávamos sem perspectiva de como fazer esse retorno. Com esse protocolo em mãos, é fazer o trabalho político para viabilizar esse retorno o quanto antes,” declarou.

VEJA TAMBÉM:

A PBR dos Estados Unidos desenvolveu o protocolo logo após a paralisação das atividades em março, para buscar uma maneira segura de realizar suas competições com normas aprovadas pelas autoridades de saúde. Entre as normas estavam a separação dos competidores e demais envolvidos no evento por grupos, testes, distanciamento social, uso de equipamentos e materiais de higienização, entre outros.

Este protocolo possibilitou a realização de três eventos em Guthrie-OK e outros quatro em Las Vegas, nos meses de abril, maio e junho, ambos sem a presença de público. Em seguida, se comprometendo a seguir as normas contidas no protocolo, a PBR conseguiu autorização para realizar um evento com a presença de público no estado da Dakota do Sul, no início de julho, sendo a primeira competição esportiva de grande popularidade a ter fãs ao vivo após a paralisação.

Os protocolos seguidos pela PBR em solo norte-americano se tornaram referência, colocando a entidade em destaque em diversos veículos de comunicação de nível nacional. Ainda de acordo com o diretor executivo da PBR, Sean Gleason, pelo menos 15 outras ligas esportivas o procuraram para consultoria ou compartilhamento do protocolo, entre elas o UFC (artes marciais), NBA (Basquete) e NASCAR (automobilismo), três das mais populares do país.

SIGA RODEIO S.A. NO INSTAGRAM

ANÚNCIO
Compartilhar