PBR CONFIRMA VOLTA DO PÚBLICO A PARTIR DE JULHO NOS EUA

Estão confirmados mais quatro eventos no mês de junho e a volta de eventos com a presença de público acontece na segunda semana de julho, seguindo algumas medidas de segurança

EVENTOS DA PBR NOS ESTADOS UNIDOS VOLTAM A RECEBER PÚBLICO A PARTIR DA SEGUNDA SEMANA DE JULHO

A PBR – Professional Bull Riders, confirmou a realização de mais cinco eventos nos Estados Unidos entre os dias 05 de junho e 12 de julho, dando sequência ao seu plano de retomar a normalidade das suas atividades após a paralização devido a pandemia do Covid-19, que interrompeu o campeonato mundial da entidade por mais de 40 dias entre março e abril.

O anúncio destas novas etapas foi feito no último fim de semana em Guthrie, estado de Oklahoma, onde a PBR realizou três eventos exclusivos para a TV, com diversas restrições e medidas para evitar a propagação do vírus, incluindo a ausência de público.

SIGA RODEIO S.A. NO INSTAGRAM

Estes próximos eventos serão divididos em duas fases, sendo a primeira com quatro eventos no mês de junho, todos realizados na South Point Arena em Las Vegas, sem a presença de público e seguindo as mesmas normas utilizadas nos eventos de Guthrie. Já o quinto e decisivo evento acontece na segunda semana de julho em Sioux Falls, estado da Dakota do Sul, com a presença de público.

Para Sioux Falls, o público não poderá ser maior que 35% da capacidade total do ginásio e a PBR terá que adotar diversas outras medidas presentes em um protocolo que já está sendo usado em mais de 300 lugares ao redor do mundo que voltam a receber público, como distanciamento de pessoas na arquibancada, higienização, entre outros.

Com arquibancadas vazias, competidores disputaram três etapas na Lazy E Arena, em Guthrie (Foto: PBR – Divulgação)

Originalmente agendada para a primeira semana de abril, a etapa de Sioux Falls foi uma das quatro da principal divisão da PBR que foram canceladas devido a paralização, ao lado de Glendale-Arizona, Albuquerque-Novo México e Billings-Montana. O estado de Dakota do Sul, localizado na região centro-oeste dos Estados Unidos é um dos primeiros a flexibilizar a realização de eventos e o governo estadual deu total apoio aos planos da PBR.

Os cinco eventos serão realizados em um inédito formato de equipes, onde 48 competidores serão divididos em 12 times (provavelmente com nome de patrocinadores) e duelam entre eles até se definir as duas melhores equipes que disputam o título em 12 de julho. Batizada de The PBR Monster Energy Team Challenge a competição ainda não teve os detalhes do seu regulamento revelado.

A decisão de realizar estes eventos no mês de junho e julho, época em que habitualmente a principal divisão do campeonato estaria de férias no “break de verão” é uma estratégia para a TV, já que no momento a PBR é a única das grandes ligas esportivas dos Estados Unidos que voltou completamente as atividades e as competições inéditas tem grande potencial de audiência.

EVENTOS DA PBR FORAM EXEMPLO PARA MERCADO ESPORTIVO NOS EUA

Em março, com o agravamento da pandemia nos Estados Unidos – o país mais atingido pelo vírus – enquanto todas as grandes ligas esportivas e eventos de entretenimento paralisavam suas atividades, a PBR optou por manter a realização da etapa em Duluth na Geórgia, mas sem a presença de público no local.

Com as normas estabelecidas pelas autoridades durante aquela semana, inicialmente a PBR adiou as quatro próximas etapas após Duluth e anunciou que realizaria algumas etapas com portões fechados em Pueblo no Colorado, o que foi descartado dias depois devido ao aumento das restrições impostas pelo governo federal.

Foram cinco semanas sem atividades até a realização do primeiro dos três eventos na Lazy E Arena, em Guthrie, nos dias 25 e 26 de abril. Assim como havia sido a última das grandes ligas a parar as atividades, a PBR também foi a primeira a voltar, chamando a atenção de todo o mercado esportivo, além é claro de despertar um grande interesse no público que estava há mais de 40 dias sem competições inéditas na TV.

De acordo com o diretor executivo da PBR, Sean Gleason, a audiência na TV subiu substancialmente, assim como o engajamento nas redes sociais do campeonato, que teve aumento de 86% em relação a última etapa antes da paralização. Somente durante a semana em que ocorreu, o primeiro evento em Guthrie registrou 12,3 milhões de impressões no Facebook e Instagram da PBR, sendo 2,09 milhões somente em visualizações de vídeos.

Nas normas adotadas pela PBR os competidores ficavam isolados em pequenos grupos para evitar a propagação do vírus durante as etapas realizadas em Guthrie (Foto: PBR – Divulgação)

Os protocolos aplicados pela PBR durante as três etapas no estado de Oklahoma, contidas em um plano de ação e segurança de 29 páginas, se tornaram exemplo e segundo Gleason, cerca de 15 outras entidades esportivas e empresas de organização de eventos entraram em contato com ele pedindo conselhos e buscando referências para também retomar suas atividades.

Ao contrário de algumas semanas atrás quando tudo estava ainda muito indefinido, o cenário atual mostra que os eventos com a presença de público nos Estados Unidos devem retornar o mais breve possível, mesmo que com grandes mudanças nos hábitos e em volume menor.

Em relação a PBR, o Last Cowboy Standing, agendado para os dias 20 e 21 de julho continua confirmado para acontecer no Cheyenne Frontier Days, um dos principais rodeios dos Estados Unidos e que a princípio deve ocorrer na segunda quinzena do mês.

A dúvida no momento é sobre a realização das 11 etapas que haviam sido agendadas inicialmente a partir de agosto e que antecedem a Final Mundial, em novembro. Estas 11 etapas ocorrem em 11 estados diferentes e é possível que alguns mantenham as restrições de público por mais alguns meses, forçando a PBR a transferir a etapa para outro local ou realizar eventos sem público.

Já em relação a PBR World Finals, agendada para a primeira semana de novembro o cenário é totalmente positivo. Apesar de hoje a cidade de Las Vegas ainda estar com várias restrições, com cassinos e hotéis fechados, e sem receber turistas, a importância dos eventos para a cidade dão a esperança de que em poucas semanas tudo voltará a ser liberado voltando ao normal gradativamente.

VEJA MAIS MATÉRIAS INTERNACIONAIS

ANÚNCIO
Compartilhar