PRCA VOLTA AS ATIVIDADES NESTE FIM DE SEMANA COM RODEIO NO ARIZONA

A PRCA implementou várias ações para auxiliar os organizadores a realizar seus eventos mesmo em época de crise e retorna a ação exatamente na semana que havia estabelecido como meta

RODEIO NO ARIZONA MARCA VOLTA DAS ATIVIDADES DA PRCA, MAS AINDA SEM A PRESENÇA DE PÚBLICO

Após mais de 60 dias de paralização devido a pandemia de Covid-19 a PRCA – Professional Rodeo Cowboys Association, maior e mais antiga entidade do rodeio mundial volta a realizar competições nos Estados Unidos neste fim de semana, porém ainda sem a presença de público. A etapa que marca o retorno do campeonato de rodeio completo acontece em Cave Creek, no estado do Arizona entre os dias 22 e 24 de maio e será transmitida ao vivo pelo Cowboy Channel, canal oficial da PRCA.

O evento seguirá uma série de protocolos aprovados pelas autoridades de saúde, como limitação da quantidade de pessoas presentes no recinto, distanciamento entre os participantes, uso de máscaras, desinfecção de ambientes e objetos, e testes para a detecção do vírus. Todos os competidores escalados para o evento receberam um livro específico de normas onde são impostas restrições e recomendações como não ter contato com os moradores da cidade, não levar acompanhantes e seguir os protocolos estabelecidos.

RELACIONADO: PBR CONFIRMA VOLTA DE PÚBLICO À PARTIR DE JULHO

Sem competições desde a segunda semana de março, quando restrições a aglomeração de pessoas foram colocadas em prática inviabilizando a realização dos eventos, a PRCA lançou em abril a campanha “Kick Open the Chutes” (pontapé para abrir os bretes, na tradução livre). Esta campanha previa uma série de ações e discussões para que os eventos pudessem voltar a ser realizados o mais rápido possível, podendo incluir até mesmo ajuda financeira.

Entre as ações o “Kick Open the Chutes” estabelecia a meta de retomar as atividades exatamente neste fim de semana que antecede o feriado do “Memorial Day” (próxima segunda-feira) e trabalhou ao lado dos organizadores e autoridades para cumprir a meta. O Cave Creek Rodeo Days foi um dos muitos eventos cancelados em março e seus organizadores se esforçaram para realizá-lo agora, marcando a volta da ação no rodeio norte-americano.

O Rodeio de Houston foi um dos grandes eventos dos Estados Unidos atingidos pela pandemia e teve que ser interrompido em março (Foto: Divulgação)

Em junho, já estão confirmados que os eventos de Woodward em Oklahoma (10 a 13) e Pleasant Grove em Utah (17 a 20) poderão receber público, desde que seguidos alguns protocolos. Já na próxima semana a PRCA realizará um evento em Fort Worth no Texas, concluindo as finais do RodeoHouston, interrompido em março, mas sem a presença de púbico. Na mesma data acontece a etapa em Springfield no Missouri, que ainda mantém a expectativa de receber autorização para ser aberto ao público.

APÓS CRISE INÉDITA, PRCA AINDA APOSTA EM TEMPORADA POSITIVA

A expectativa da PRCA é que o mês de junho seja decisivo para o futuro da temporada e segundo o diretor executivo da entidade, George Taylor, cerca de 50 rodeios ainda estão agendados para este próximo mês e outros 100 rodeios estão programados para julho. Caso a maioria deles se realizem, mesmo com restrições, mostrará que é possível caminhar de volta a normalidade dos eventos.

Com o agravamento da crise e a incerteza principalmente financeira, eventos como o Reno Rodeo e o Calgary Stampede, dois dos maiores da América do Norte que aconteceriam respectivamente em junho e julho, optaram por cancelar a edição 2020. Em contrapartida, outros gigantes como o Cheyenne Frontier Days e o Cody Stampede mantiveram seus planos e devem realizar os eventos mesmo que com algumas alterações significativas.

O Calgary Stampede, maior rodeio do Canadá seria realizado em julho, retornando ao calendário da PRCA teve a edição deste ano cancelada (Foto: Divulgação)

Um dos motivos do cancelamento de eventos futuros é a incerteza da possibilidade de receber público e principalmente o corte de patrocínios, em especial os locais, que optaram por não investir em tempos de crise. Já outros eventos buscam alternativas e se adaptam a nova realidade das próximas semanas, como é o caso do Greeley Stampede, que já está planejando três dias de competições exclusivas para a transmissão na TV.

Os dois meses de paralização além de prejuízos financeiros para organizadores, prestadores de serviços e competidores em geral, devem acarretar também alterações significativas no campeonato deste ano. Além da possível prorrogação da “temporada regular”, que originalmente termina em 30 de setembro, a PRCA precisa decidir sobre alterações no valor mínimo de premiações garantidas pelos organizadores de cada evento, já que as receitas de cada um devem diminuir, entre outros aspectos.

Porém, Taylor afirmou que decisões definitivas sobre mudanças no regulamento da temporada só serão tomadas na primeira semana de julho. Mesmo com as possíveis mudanças e um ano completamente atípico, o diretor acredita que seja importante concluir a temporada 2020 para que eles possam iniciar 2021 com força total.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DA PRCA E DO RODEIO NORTE-AMERICANO

De acordo com os dados da PRCA, até o momento da paralização haviam sido realizados 129 rodeios válidos para o ranking da PRCA e 137 eventos foram cancelados desde então. Porém, como a maioria dos eventos sancionados ocorrem entre junho e setembro, cerca de 400 rodeios ainda podem ser realizados este ano, amenizando o prejuízo financeiro e competitivo dos atletas.

Sobre a Wrangler National Finals Rodeo, a grande final mundial da PRCA marcada para as duas primeiras semanas de dezembro em Las Vegas, a entidade também se mantém confiante. O diretor executivo sabe que talvez possa haver alguma mudança, principalmente se na época ainda houver restrição para grandes aglomerações de pessoas, mas descarta qualquer plano adiamento ou cancelamento.

ANÚNCIO
Compartilhar